Vadios e (de) companhia…

Ainda não passaram 6 meses sobre a publicação da lei que proíbe abater “cães e gatos recolhidos nos canis municipais”

cães e gatos

E eu gostava de saber qual foi o favor que o PAN fez, desta vez, ao partido no poder, para conseguir que fosse aprovada esta lei. Faz lembrar o Queijo Limiano.

É que este governo consegue fazer passar na AR diplomas somando os votos dos seus deputados, os de BE e os do PAN, sem necessidade dos do PCP. Terá sido um caso desses? Gostava de saber, mas não tenho paciência para ir ver.

Trata-se de um autêntico disparate, a avaliar pelas estatísticas disponíveis, em cada ano que passa, só 1/3 encontram quem os adote, dos 60.000 bichos capturados na via pública. Isto é 40.000 bichos todos os anos ingressam nos “hotéis para bichos” que as Câmaras Municipais têm à disposição. Sim, hotéis. Locais aonde os “hóspedes” comem, bebem, lavam-se, têm abrigo seguro durante 24 horas por dia, e se adoecerem têm médico e remédios de borla.

Com a mania de tornar a sociedade portuguesa mais moderna, mais tolerante, mais sexy, esqueceram-se que também há dezenas de milhares de javalis a mais neste país,  que vão à praia, ou que  estragam as culturas aos agricultores, e esqueceram-se de os incluir no diploma… e esqueceram que os cães e gatos capturados pelas câmaras municipais nas ruas NÃO SÃO ANIMAIS ABANDONADOS. Não têm o ship obrigatório que indica tratar-se de animal de companhia, guarda ou caça. E não estão vacinados. São vadios ou selvagens, e transmitem as mesmas doenças que todos os mamíferos quando adoecem, incluindo javalis, claro está. As carraças, por exemplo, que, quando em contacto com o homem provocam doenças graves…

Será que um javali vadio tem menos dignidade que um cão vadio ?

Será o lóbi dos produtos “PET” a usar a força que tem junto dos  2.151.000 lares portugueses ? que consomem 2.151.000×1,2×0,300=774 toneladas de ração POR DIA !!!!

São 5.600.000 (mais de metade da população portuguesa que lida diariamente com um animal dentro de casa ! Se cada uma desse 1€/mês para a causa dos animais vadios e abandonados não necessitavam de andar a namorar o Governo Geringonço. Não necessitavam de, eles também, pedinchar à porta do Orçamento de Estado.

A melhor solução seria criar a Cooperativa Independente dos Canis e Gatis Portugueses financiada pelas pessoas que têm animais de companhia, guarda e caça. Cada bicho obrigava o dono a ser sócio dessa cooperativa e a ter uma licença anual de 365€ para financiar esses canis.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.