Três juízas e uma aditiva

slot achine

Eu conto esta estória  assim;

Uma senhora, a que vamos chamar por pudor de “A Gerente”, teve uma juventude atribulada, para desconforto de sua família, que com ela vivia. Tudo questões relacionadas com alegada falta de dinheiro para “sobreviver”, dizia ela. Quando, há uns anos, foi condenada por ter falsificado uma assinatura na comarca de Nelas, os pais e a irmã resolveram mudar-se para Almada e ordenaram-lhe que ocupasse o lugar de gerente numa Agência de Viagens fundada em nome dos pais, para lhe darem emprego. Pensavam eles que, com emprego fixo e um bom ordenado, a Gerente mudaria de vida.

Foi sol de pouca dura! Cerca de um ano depois, à entrada do verão, que é a estação do ano em que mais viagens se vendem, a Gerente recebeu o dinheiro de 84 clientes, a quem prometeu proporcionar as viagens e alojamentos acordados, e desapareceu do mapa, deixando os clientes em terra ou em situações ainda piores…

Zangou-se com os pais, que eram donos da loja, e fugiu para o norte de Portugal, para parte incerta.

Mas a polícia descobriu-a e levou-a a tribunal, para responder na ação contra ela intentada pelos burlados, que queriam ser indemnizados.

No tribunal o advogado de defesa disse que a cliente tinha uma adição psicológica que a atraia para jogos de azar, na internet… era doente, coitada…

Ela confirmou.

Depois de muita discussão jurídica, prevaleceu a ideia de que os ilícitos praticados tinham sido causados pela adição e não pela arguida (!), e as 3 (três) juízas que constituíam o coletivo de juízes neste julgamento, foram unânimes em absolve-la. As três juízas! Fez-se justiça! Foi provado que ela, a arguida, nunca quis enganar ninguém…

Este veredicto parece corroborar a polémica decisão dos dois juízes do Norte que retiraram pulseira eletrónica a um agressor que tinha sido condenado em primeira instância por ter dado um murro na esposa que lhe perfurou um tímpano. Estes juízes também consideraram ser uma atenuante o ter sido praticado sob o efeito de uma adição psicológica, a saber, o alcoolismo!

Ter uma adição é mau. Mas, por vezes, dá muito jeito…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.