REFUGIADOS, PARLAMENTO EUROPEU REPROVA AJUDA!!!

mar refugiadosCom a capacidade económica e financeira que a União Europeia tem. é uma vergonha que deixe milhares de refugiados embarcarem em barcos de borracha todos os dias arriscando a vida a atravessar o oceano. A UE já devia ter promovido uma ponte aérea e/ou naval para que esses migrantes fizessem a travessia em condições de segurança, poupando milhares de mortes inglórias e evitando a exploração dessas gentes por traficantes sem escrúpulos. Já devia ter promovido reuniões entre associações patronais e sindicatos no sentido de criarmos condições de acolhimento e trabalho para essas pessoas… Mas é muito pouco provável que estas ações venham a acontecer. O mais provável é que tudo descambe numa solução tipo nazi, de má memória…

Na realidade estamos a viver um ambiente político / económico muito semelhante ao que deu origem à revolução russa (luta dos oprimidos pela nobreza russa) a que se seguiu a reação oposta; o nazismo, que emergiu no centro da Europa, isto é, na zona com maiores conhecimentos científicos e tecnológicos da época; Alemanha e países limítrofes.

Agora, como então, existe um movimento ditatorial de contestação à ordem estabelecida do Mar Negro ao Golfo de Adan, uma Revolução, nos países muçulmanos (ISIS, DAECH), semelhante ao movimento bolchevique que implementou a Ditadura do Proletariado na Rússia.

Agora, como então, surgiu um movimento migratório dos habitantes das zonas em conflito, para as zonas de maior probabilidade de sobrevivência. Pessoas fugindo à guerra, às arbitrariedades, à fome, à falta de perspetivas de futuro.

Em 1914 russos migraram em massa para a Alemanha e países limítrofes. Pessoas espoliadas de seus haveres, que tinham dinheiro suficiente para a longa viagem, incluído os judeus ricos fugindo às expropriações.

Em 2019 árabes estão a migrar para a Europa. Os que têm dinheiro suficiente para pagar aos traficantes dos botes de borracha, e não só. São pessoas que sobreviveram aos bombardeamentos e à destruição de suas casas, vilas, cidades…

Em ambos os casos migraram alguns homens e mulheres que abraçaram os ideais da Revolução, os russos da revolução comunista, os árabes da revolução muçulmana. Essas mulheres e homens, após instalarem-se nos países de acolhimento, divulgaram seus ideais de como construir uma sociedade melhor. E obtiveram eco nas populações locais, não obstante as campanhas de difamação desses ideias nos média dos países de acolhimento. Basta ler os jornais europeus da altura (incluindo portugueses) e vê-se que dizem do comunismo de então e do islamismo de agora aquilo que Maomé não ousou dizer do presunto…

Os bolcheviques apregoavam a necessidade da revolução comunista mundial, militantes do ISIS apregoam exatamente o mesmo…

Não obstante as reações de rejeição, muitas mulheres e homens europeus aderiram ao ideal comunista em 1914 e ao ideal muçulmano em 2019. Estes últimos foram apelidados depreciativamente de “radicalizados”, os primeiros foram apelidados depreciativamente de “comunistas”.

É tudo parecido demais para que possamos dizer com alguma segurança

“vem aí a 3ª Guerra Mundial”.

 

 

Um pensamento em “REFUGIADOS, PARLAMENTO EUROPEU REPROVA AJUDA!!!”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.