Pandemia do gafanhoto

A vida é um estado da matéria; matéria viva. Tem as suas leis.
O planeta está-se nas tintas para o que pensa uma espécie das muitas que o habitam – o Homem -.

Quando há condições objetivas para que se forme uma praga de gafanhotos – falta de predadores que os comam – logo entra em ação a lei que faz desaparecer toda a comida de gafanhoto (a fome). A seguir muitos morrem de fome, ficando vivos somente os que se satisfazem com a pouca comida que ficou. Ou então entra em ação a lei que faz proliferar as espécies predadoras de gafanhotos. Neste caso, muitos são comidos, ficando poucos vivos, que terão certamente muito mais comida para sobreviver, independentemente de se tratar de predadores maiores que gafanhotos – andorinhas por exemplo – ou muito mais pequenos – bactérias ou vírus.
A espécie humana não consegue escapar a esta lei da vida, por muita vaidade que a faça sentir-se superior à espécie “gafanhotos” ou superior a todas as outras espécies que habitam o Planeta Terra…

Os liberais de pacotilha, como Trump ou Bolsonaro, defendem o “deixai a natureza atuar” porque têm no bolso a vacina do CoronaVíros que vão utilizar.

E ainda há pessoas que, ao ouvirem os discursos destes dois homens, acham que são estúpidos. Eles são é muito espertos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.