OS INIMIGOS DOS MEUS INIMIGOS…

No dia 15 de setembro pp, delegações de Israel e dos Emirados Árabes Unidos (EAU) reuniram-se em Washington, para celebrar um evento histórico: a assinatura do acordo de normalização de relações diplomáticas entre os países. Dias mais tarde o Barain juntou-se ao acordo.

Quando o gato e o rato fazem pactos de não agressão isso pode significar que anda um tigre por perto…

A seta indica o país aonde a China construiu a sua primeira base naval fora do seu território

O tigre pode ser o Irão, associado à Rússia e à China.

Este último já se posicionou construindo uma base naval na região.

Entretanto, na Síria, tropas russas e americanas disputam as riquezas do país. Os primeiros, alegando que foram chamados pelo governo sírio para ajudar na defesa contra agressões externas, os segundos não foram chamados mas estão lá a defender riquezas petrolíferas que, pelos vistos, consideram ser suas.

https://www.dn.pt/mundo/incidente-com-russos-deixa-soldados-americanos-feridos-na-siria-12559533.html

Política & futebol

Com esta cena, suponho que o PS deu um tiro no pé.

As ligações da política ao futebol têm historicamente fama de serem pouco aconselháveis, ainda mais quando o representante do futebol está indiciado de faltas graves do foro cível e criminal.

A adubar esta sementeira de problemas que António Costa está a semear, dá-se o caso de André Ventura, responsável máximo do partido de extrema direita em ascensão “Chega”, não ter aproveitado esta situação para atacar publicamente o PS.

Até parece que o Chega está a ser financiado com dinheiros do futebol…

E, lá dizia a raposa Salazar: “Em política, o que parece, é…”.

O primeiro problema já veio ao de cima; Luís Filipe Vieira despediu António Costa do lugar para onde o tinha convidado !!! Não é um problema de menor importância: O presidente de um clube de futebol despedir um primeiro ministro…

ESTATUÁRIA !

“Isto não é obsceno” dizem elas. E quem é que disse que era? Talvez tenha sido uma pobre emigrante muçulmana que estava de porteira no museu quando uma turista quis entrar e tinha um decote maior que o normal (assim interpretou a porteira).

Na prática trata-se de uma manifestação feminista de defesa de valores menores, como a importância de dar formação aos porteiros…

https://www.dn.pt/mundo/estudante-foi-barrada-a-porta-do-museu-de-orsay-devido-a-decote-12709586.html