Arquivo da categoria: Novela

Bia da Floresta tp1 ep5 – Voando sobre as árvores

Buzz é um bombeiro simpático e gosta muito de crianças. Por isso sugeriu a Bia que fossem procurar Huguinho voando sobre as árvores.

Quero, quero, quero! Disse Bia. E saltou para cima da asa direita do mini-avião de Buzz.

Levantaram voo e viajaram por cima das árvores da floresta até que chegaram a um prado. Aí foi fácil de ver Huguinho deitado da relva a aquecer ao sol da manhã.

É ele, é ele!, gritou Bia. Ó Buzz, desce!, aterra ali! por favor!

Buzz percebeu que tinham atingido o objetivo de resgatar o porquinho Hugo, e pousou na relva.

Huguinho reconheceu logo a dona, e correu a abraçá-la. Eu vou contigo, eu vou contigo, disse o porquinho.

Buzz ficou com cara de preocupado, pois não sabia se o motor de seu mini-avião tinha força para levantar voo com 2 passageiros; a Bia e o Hugo. Mas disse: Vamos tentar.

Bia saltou para a asa esquerda e Hugo pôs-se da asa direita, e puseram os cintos de segurança. Depois Buzz carregou com força no acelerador (os mini-aviões também têm acelerador) e o motor começou a roncar; vvvrruuuuummm com toda a força, e lá subiram para o céu. Afinal o meu mini-avião é mais potente do que eu pensava… pensou Buzz.

Voavam rente à copa das árvores, pois o motor não tinha força para os fazer voar mais alto.

bia tp1 ep5.jpg

Bia da Floresta tp1 ep4 – O bombeiro voador

bia tp1 ep4

Bia não necessitou de subir à árvore, pois houve um fruto maduro que caiu mesmo os seus pés. Afinal os frutos não eram tão grandes como pareciam, pensou ela, deu-lhe logo uma dentada. De facto parecia um tomate e sabia a tomate. Que bom, disse ela, e logo eu que gosto tanto deste fruto…

Foi quando começou a ouvir um barulho parecido com um motor.

Olhou para o céu e foi com espanto que viu um homem a voar! Bia começou a fazer-lhe adeus com os dois braços, e o objeto voador começou a falar lá de cima do céu; “Alô, és a menina Bia, filha da dona Mariluz?”

Sou sim, respondeu Bia, e o senhor quem é?

Sou Buzz, o Bombeiro Voador. E Buzz pousou na clareira da floresta mesmo ao lado de Bia. E disse:

A tua mãe e o teu pai estão muito preocupados por estares perdida na floresta e por teres dormido a noite fora de casa, andam por esses caminhos à tua procura.

Ontem telefonaram aos bombeiros da vila e pediram para te procurarem, mas durante a noite nem os helicópteros nem os homens voadores estão autorizados a voar. Por isso só hoje de manhã me pus a caminho. Vim buscar-te para regressares a casa.

Eu não saio daqui sem levar o Huguinho, disse Bia, já a fazer beicinho, como quem quer chorar. Ele também está perdido na floresta e eu só volto para casa na sua companhia.

Bia da floresta tp1 ep3 – A árvore gigante

bia tp1 ep3

No dia seguinte Bia acordou com o som estridente dos pássaros. Estava um dia de sol brilhante e os pássaros voavam como loucos de ramo em ramo.

Bia espreguiçou-se feliz e pensou que tinha acordado na Aldeia do Couço, a terra dos avós. Mas ficou muito espantada quando viu que estava debaixo de uma árvore enorme, que ela não conhecia, e que tinha uns frutos vermelhos,  pareciam tomates enormes.

Lembrou-se então da noite anterior, e procurou à sua volta a cabrinha Salomé. Chamou; Salomé, Salomé.

Salomé não estava. Bia pensou que talvez tivesse ido dar de mamar aos dois cabritos seus filhos, que não comiam nada desde a véspera… não faz mal, pensou, procuro o Hugo sozinha.

Que fome que tenho !. Eu também não como desde ontem. Vou tentar subir à árvore, colher um fruto daqueles. Devem ser deliciosos…

 

Bia da floresta tp1 ep2

bia tp1 ep2

Bia corria para apanhar huguinho. A correria foi tanta que tropeçou e caiu. E pôs-se a chorar porque lhe doia o joelho.
Ai! Ai! Eu quero a minha mãe!
A cabrinha Salomé, que andava por ali a pastar, correu em auxílio. Disse-lhe: não chores mais que eu ensino-te o caminho de casa.
NÃO,  gritou Bia, não saio daqui enquanto não encontrar o Huguinho.
Entretanto fez-se noite e Salomé disse: está tão escuro que já não sei voltar a casa. O melhor é fazermos uma lareira para nos aquecermos e dormimos mesmo aqui.
Bia estava muito cansada e a respiração da cabrinha aquecia-a. Adormeceram as duas…